10 de fev de 2010

Meus pensamentos distantes

Está batendo uma saudade, diferente de todas as outras, uma saudade de saudade mesmo, não uma saudade por estarmos juntos, agora é a saudade por estar longe e relembrar os momentos maravilhosos que tivemos juntos. Tudo passara. Tudo ficara pra traz e se podessemos voltar ao tempo, você permaneceria com a mesma linguagem, com suas características nas quais tanto admiro. Com seus defeitos por falta de ligações ou demonstrações necessitadas por mim. Eu ainda estou aqui. Não sou passageira como àquela chuva que pegamos em nossa noite de amor, lembra?
Eu sinto muito, está doendo como era pra doer, minha necessidade de tê-lo foi ao extremo. E o que fazer quando minha extremidade chega ao meu limite? O que fazer pra você voltar? Dizer o que quero ouvir? Pra quer continuar se não ia dá certo mesmo? Todas as minhas perguntas só existe uma resposta: Vida.

Nenhum comentário: