2 de abr de 2010

É espalhafatoso quando me manda tomar no cu, mesmo sabendo que é só um momento de raiva, que em breve irá passar. Eu tenho paciência por amar.
É constrangedor quando conta de seus casos amorosos do passado, pois mesmo sendo do passado faz ser presente é isso machuca. Por mais que finja não me importar, eu importo. vai ver que é egoismo. vai ver que é o sei lá que nao pode ser descrevido.
Gosto do seu cheiro limpo-sujo, das suas mãos, do seu toque, do seu corpo, de suas palavras nas quais consigo compreender e sentir. Gosto de tudo que vem de você, mesmo sendo o simples tomar no cu.
Eu não sei o que faço pra agradá-lo, pois é difícil já que não estou dentro de você. Mas tenho me esforçado ao máximo pra fazê-lo feliz, e fazendo-o feliz seja uma forma minha de agradá-lo. E não, não é porque quero reciprocidade, é simplesmente um fazer sem pensar em algo futuro. São demonstrações verdadeiras intensificadas em beijos e abraços.

22 de mar de 2010

Silêncio ao meu eu

Estranho como algumas coisas são distorcidas e vivemos anos acreditando que elas eram como diziam que eram, e hoje eu percebo que elas nunca foram e nunca serão o que querem que sejão.

Queria expor tantas coisas, se soubesse por meio de palavras estas já estariam expostas!!!

11 de mar de 2010

Neste momento de quarto profundo e obscuro, existe alguém que grita silencisamente, que sente tanta dor e pede para ir deixando os dias fluídos que poderião vir. Aqui mora uma solidão humana.
Porque tudo fora tão perfeito que se tornara tão melancólico com algumas insignificâncias. Seu jeito rústico de ser, sua forma inapropriada à sociedade me tranquilizava, via nele que não era única.Existia outro ser frágil que havia nascido em cada momento novo. Que sentia todas as sensações em curto espaço de tempo, em poucas horas se transformara em grandes personagens, em longas horas procurava dentro de si quem era. E nesse turbilhão de pensamentos me via enraizada, foi um parto silencioso. Fora uma vida de esperança silenciosa, um desejo só enraizado, estive fora mas estando por dentro.
Tenta deitar, para vê se o sono bate, foram tantos anos enjaulada que conhece cada ponto das paredes, é notório a chegada de alguém entregando-lhe algo comestível. E come, pois sabe que aquilo a mantém viva mesmo estando como morta. E sempre se pergunta com suas frases lembrativas expostas nas paredes. Qual o significado de algo morto?

10 de fev de 2010

Meus pensamentos distantes

Está batendo uma saudade, diferente de todas as outras, uma saudade de saudade mesmo, não uma saudade por estarmos juntos, agora é a saudade por estar longe e relembrar os momentos maravilhosos que tivemos juntos. Tudo passara. Tudo ficara pra traz e se podessemos voltar ao tempo, você permaneceria com a mesma linguagem, com suas características nas quais tanto admiro. Com seus defeitos por falta de ligações ou demonstrações necessitadas por mim. Eu ainda estou aqui. Não sou passageira como àquela chuva que pegamos em nossa noite de amor, lembra?
Eu sinto muito, está doendo como era pra doer, minha necessidade de tê-lo foi ao extremo. E o que fazer quando minha extremidade chega ao meu limite? O que fazer pra você voltar? Dizer o que quero ouvir? Pra quer continuar se não ia dá certo mesmo? Todas as minhas perguntas só existe uma resposta: Vida.

23 de jan de 2010

Mudanças bruscas em minha vida este ano. Sem frescuras com relacionamentos que nada me fazem bem, não pretendo correr atrás de ninguém para ter carinho, atenção ou companheirismo. Quero mais é ficar na minha. Caso apareça, ótimo, senão melhor ainda, acostumar-se consigo é conseguir ser plena.
Chega de sonos,sonhos, desanimos, abstenho-me de qualquer coisa assim, pensar positivo não garante o êxito, mas não me provoca uma ansiedade de insatisfação.
Nunca fui de desistir e não pretendo desistir agora, acredito que sempre existe um recomeço, uma nova vida, um novo meio de buscar o desejável.
Agora comentando aleatoriamente, algo está incomodando, a ignorância de não me importar mais com as pessoas e as coisas. Pensando racionalmente: Elas nunca se importaram comigo.

10 de jan de 2010

Não estou perdida, só não me achei. E, difícil se encontrar em tantas vidas.
Não estou perdida, só não me achei. E, difícil se encontrar em tantas vidas.

5 de jan de 2010

Tenho procurado gostar mais de mim, mesmo que para isso seja necessário esquecer você. Já não aguento mais, a distância, o seu comportamento estranho, às vezes quando acha favorável me ver, falta de ligação e simplesmente uma demonstração de que estou presente, um beijo, uma saudade, uma única coisa aleatória que faça me manter a você.
Não adianta sentir o que você não pode sentir por mim, não adianta nada expor o que quero sendo que você não deseja o mesmo. Não adianta eu ligar sendo que atende com frieza, não adianta eu ir até você, pois não quero só uma noite perfeita, como não quero só perfeição todos os dias, eu queria mesmo é quebrar o gelo que há em você.Queria mesmo ser alguém pra você, mas sei que de alguma forma sou só a doida.